segunda-feira, 30 de maio de 2011

Lista de seres mitológicos da Bíblia? (Parte 1)

(Introdução)

1. Jesus, Deus, Espírito Santo;


Não sei se preciso comentar estes. Eles seguem diretamente da questão sobre a existência de Deus, que foi um dos primeiros assuntos no meu blog. Vamos passar para os próximos...



2. Anjos, anjo da morte, arcanjos, querubins, serafins; Demônios, espíritos de demônios;


Sobre a existência de anjos, a única evidência que teríamos, exceto as experiências pessoais, seria o relato bíblico. Enfim, mas demonstrar que anjos existem ou não existem é uma questão meio irrelevante, pois eles não estão diretamente ligados à nossa vida prática na terra. Segundo a Bíblia, anjos são seres espirituais (portanto são imateriais, e por definição, invisíveis, embora pareça pela Bíblia que eles podem materializar-se ou pelo menos manipular a mente humana para tornarem-se visíveis a nós) que possuem funções específicas no Universo, como levar mensgaens especiais sobre a revelação divina aos humanos. Como o tempo da revelação divina especial cessou desde que a Bíblia terminou de ser escrita, não vamos ver alguna por um bom tempo, até o futuro retorno de Jesus Cristo. A questão é esperar, né...

3. Anciães celestiais (sic!); Pomba celestial, animais celestiais;


Eu acho que o plural correto é "anciãos", mas enfim... copiei exatamente como estava na fonte...

Os tais são citados em Apocalipse 4.4, numa visão de João sobre o que haveria de acontecer com a o mundo e a Igreja, num futuro não especificado. Deve-se lembrar que todo o livro de Apocalipse é extremamente simbólico, e existem não poucas versões de uma possível interpretação para muitas menções neste livro. Assim, não se pode nem dizer se estes são seres reais ou mesmo representações simbólicas na visão de João. Teoricamente, eles se encaixariam na mesma categoria dos anjos, de não seres importantes para nós nesse momento, na prática.

A lista de 'seres espirituais' deveria ser uma categoria separada, visto que qualquer coisa que é espiritual é essencialmente imaterial, e não é compreendido se pode haver algum tipo de materialização ou se o que é visto é simplesmente uma espécie de ilusão causada pelo ser espiritual e efetivada em nossas mentes. Assim não há muito o que discutir sobre a categoria.

A 'pomba celestial' é encontrada na descrição do batismo de Jesus (Mt 3.16, Mc 1.32, Lc 3.22, J0 1.10). 'Animais celestiais' podem ser encontrados em Ezequiel 1 e Apocalipse 4. Ambos são descrições de visões ou sonhos espirituais, não de acontecimentos físicos.

4. "Santos";


Sinceramente, a palavra é meio ambígua. Fazendo uma pesquisa, encontrei 192 resultados da palavra na Bíblia. O leitor verificará que pelo menos na maioria delas, nenhuma parece se referir ao conceito de "santo" que os cristãos católicos e ortodoxos aceitam. Em muitas referências, a palavra "santo" se referia a pessoas vivas, geralmente era como Paulo denominava o conjunto total de pessoas de uma determinada igreja. Lembrando que a palavra "santo" significa 'separado', inicialmente referia-se a objetos que eram separados do uso comum para serem dedicados somente às atividades religiosas, a palavra sempre foi usada como um dos atributos de Deus, e assim também qualquer pessoa pode ser considerada 'santa' no sentido de ser separada e dedicada a uma vida de compromisso com Deus.

5. "Vermes infernais"


"(...) melhor é para ti entrares na vida aleijado do que, tendo duas mãos, ires para o inferno, para o fogo que nunca se apaga, onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga." Mc 9.43,44

"E sairão, e verão os cadáveres dos homens que prevaricaram contra mim; porque o seu verme nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará; e serão um horror a toda a carne. " Is 66.24

Ambos os textos são considerados referências ao sofrimento dos ímpios no inferno. (Confira a série de textos sobre o inferno aqui).

Sobre esse texto, mas uma vez ficamos num impasse, pois não temos conhecimento pleno de como será o inferno, já que as referências na Bíblia não são muito claras, portanto não podemos afirmar se esses vermes seriam animais reais que comem carne de humanos num lago de fogo ou simplesmente uma forma figurada de dizer que o sofrimento infernal será constante. Pela minha experiência de leitura a segunda opção me parece bem mais adequada.

6. Bestas demoníacas, dragões, feras de sete cabeças;


Notavelmente esses três fazem parte do 'bestiário' do Apocalipse, que como já disse apresenta uma série de relatos de sonhos ou visões, linguagem altamente simbólica, que alguns interpretam ser apenas representações espirituais do que acontece "por baixo dos panos" da nossa realidade, e outro interpretam como sendo descrições de acontecimentos futuros, para os quais não havia palavras na época para descrever, ou então foi usada uma espécie de linguagem criptografada simbolicamente para que só se viesse a conhecer seus verdadeiros significados no tempo em que elas ocorressem. Acho que nenhuma das interpretações hoje aceitas para o livro das Revelações tem essas bestas-feras como seres literais (aliás, nem mesmo as interpretações da época em que João escreveu o livro, no final do século I d.C.).

7. Homens gigantes;


Esse devo questionar, pois existem até hoje. Existe uma disfunção hormonal chamada 'gigantismo pituitário', que faz pessoas atingirem alturas de 2,4 a quase 3 metros de altura. A Bíblia cita uma raça de gigantes que viveu antes do tempo do dilúvio, assim como cita o famoso Golias, que tinha seis côvados e um palmo (as estimativas de conversão para unidades de hoje dão em torno de 3 metros, ou seja, nada fora dos padrões que vemos até hoje). Quanto à raça de gigantes, é possível que tenha havido algum problema genético que causou o problema nessa população, que foi extinta no dilúvio. Não se diz qual era a altura deles, e também não foi encontrada até hoje (que eu saiba) nenhuma evidência arqueológica sobre o assunto. Como foi uma população isolada, e não um grupo numeroso e espalhado, e possível que realmente não se ache nenhuma evidência deles (fósseis só se formam em circunstâncias muito especiais!), ou, num futuro próximo, quem sabe acharemos algum...

(Parte 2)

18 comentários :

  1. Experiência pessoal é evidência ???


    PQP! Feche o W. Lane Craig e vá procurar filósofos de verdade...

    ResponderExcluir
  2. Isso blog de ciência ??? Coloca foto do photoshop e acha que demonstrou alguma coisa ???

    Seu blog é uma PIADA mesmo!!!!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo,

    "Experiência pessoal é evidência ???"

    Não é evidência no sentido científico, é um argumento desenvolvido filosoficamente. Seria bom você ao invés de trollar, ler o que Craig diz sobre o assunto.

    "Isso blog de ciência ??? Coloca foto do photoshop e acha que demonstrou alguma coisa ?"

    As imagens são nada mais do que apenas ilustrativas. Algumas vezes gosto de colocar um "humor implícito" nelas, como no caso do gigante. Todo mundo sabe que aquela foto é montagem... se você tivesse lido o que escrevi logo abaixo da imagem pereceberia que não a uso para provar nada.

    Abraços, Paz de Cristo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo.
      Quando leitores são incapazes de detectar ironias, creio que suas leituras acerca da Bíblia sejam, via de regra, inteiramente desprovidas de foco.

      Excluir
    2. Exatamente, "o investigador".

      Abraços, Paz de Cristo.

      Excluir
  4. A próxima grande etapa da Evolução humana será “O Despertar”, pois os “frutos” da ciência começarão a ser colhidos assim que pararmos de acreditar que os problemas desapareceriam por atos divinos ou suposto milagre.

    À medida que a ciência for avançando, surgir novas tecnologias, os humanos passarem a viver bem mais, e a humanidade se libertar das versões religio$as, colonizaremos o espaço, sairemos da nossa adolescência religiosa, e evoluiremos para a idade da razão e das sociedades cooperativas, onde haverá a probabilidade de, pela primeira vez, vivermos em outros astros.

    Mesmo que leve muitos anos para que não haja mais Bíblias, a não ser nos Sebos e Museus, no futuro, os mais racionais se livrarão das superstições que foram transmitas por nossos iludidos antepassados.

    Embora ainda estejamos na fase de sonhar, acreditar em Jesus e de usar ineficientes naves espaciais, a longo prazo, nossos projetos e conhecimentos ficarão tão perfeitos e eficientes que superaremos os obstáculos que hoje nos parecem intransponíveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde quando que ciência virou uma nova religião?

      Excluir
  5. Lisandro, eu não aceito "pregação neo-ateísta" aqui. Se você quiser vir com argumentos racionais e fontes sólidas, tudo bem, mas me poupe dos seus discursos nhenhenhe de sempre do Yahoo Respostas.

    Abraços, Paz de Cristo.

    ResponderExcluir
  6. A propósito de Golias, as diferenças de altura estão na divergência entre textos:
    * 6 côvados e 1 palmo no massorético, ou seja 2,78m a 2,90m - consideravelmente mais que a medida encontrada em homens com acromegalia;
    * 4 côvados e 1 palmo na Septuaginta, ou seja 1,99m a 2,05m - algo não tão imenso, talvez gigante para os padrões locais, mas não a ponto de aterrorizar os israelitas.

    A versão de Isaías encontrada em Qumran concorda com a Septuaginta.

    A meu ver, há elementos suficientes para entendermos que Golias (que de modo algum pertencia à raça dos enaquim) deve ser entendido como um gigante (ou seja, homem poderoso, campeão) filisteu, e não um ser imenso e monstruoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário é interessante e digno de nota, "o investigador". Não sabia disto.

      Abraços, Paz de Cristo.

      Excluir
  7. Escuta aqui, seu verme: e o Apocalipse? A multidão de Santos que oram a Deus, antes da ressurreição?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Alguém,

      precisava ter me chamado de verme? Eu tento tratar todos aqui de uma maneira respeitosa, independente de suas crenças. E você, aparentemente sendo cristão, faz isso, sendo que compartilhamos da mesma fé? Esperava isso de um neo-ateu, não de você.

      Vou responder a sua pergunta.

      Você não entenderá se não tiver lido a introdução antes desse texto: http://www.respostasaoateismo.com/2011/05/lista-de-seres-mitologicos-da-biblia.html

      Eu estou destrinchando uma pergunta que diz existirem "seres mitológicos" na Bíblia. O cara falou essas coisas e eu estou explicando cada um deles.

      Sobre o "santos" eu primeiro procurei onde a palavra aparece na Bíblia e expliquei o significado mais comum. Na grande maioria das vezes essa palavra a pessoas vivas, geralmente era como S. Paulo se referia aos membros das Igrejas que eram destinatários das suas cartas. Em nenhum momento eu neguei a existência de santos mortos, prefiri não entrar nesse assunto pra não gerar conflitos desnecessários.

      Quanto ao apocalipse, há dois textos que você parece se referir, não tenho certeza mas acho que você misturou os dois:

      "E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram.
      E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?" Apocalipse 6.9-10

      Aqui são mortos, que falam conscientes a Deus, segundo a visão que o apostolo S. João teve, mas em nenhum momento se usa a palavra "santos".

      "E veio outro anjo, e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para o pôr com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que está diante do trono.
      E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de Deus." Apocalipse 8:3-4

      Aqui se usa a palavra "santos", mas em nenhum momento diz que eles estavam mortos. Pelo contrário, se as orações "subiram" para Deus, indica que essas pessoas estavam na terra, ainda vivas.


      Espero ter esclarecido, e de forma nenhuma eu queria entrar em conflito com a crença católica da intercessão dos santos, mesmo eu não sendo católico tenho respeito por eles. É que o meu propósito aqui era responder uma pergunta de um ateu sobre se existem "santos" nos textos bíblicos. Eu respondi, usando textos bíblicos. Existem, mas "santos" era como eram referidos os próprios cristãos.

      Abraços, Paz de Cristo.

      Excluir
    2. David Sousa, qual é a sua religião?

      Excluir
  8. Boa noite,

    Não entendi o porque dessa matéria, eu esperava algum tipo de argumento a favor da existência desses seres mas vi apenas alguns comentários sobre cada um. O que mais se aproximou do que eu pensava foi a respeito dos gigantes, porém vejo seu argumento como um tiro no pé, porque pessoa que sofrem dessa disfunção não são fortes e ágeis como os gigantes guerreiros da bíblia.

    Quanto a sua resposta para o '' alguém '' que te xingou de verme, tome cuidado para não generalizar, ao esperar xingamento de ateus como eu e não de cristãos, você esta presumindo que cristãos são mais educados e ateus são mais agressivos. Todos nós devemos ter cuidado para não generalizar e criar esterótipos.

    Religião não define caráter, ateus não são mais inteligentes do que religiosos, ser religioso não é sinônimo de ignorância assim como ser ateu não é sinônimo de maldade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Maurício,

      em primeiro lugar me desculpe a demora em responder.

      Não, a questão não era ficar argumentando nada e sim esclarecer dúvidas.

      Sobre os gigantes, em nenhum lugar se diz que os gigantes eram ágeis. É provavel que eles fossem desajeitados. Mas eles também podem ter sido diferentes dos gigantes de hoje. Não tem como saber, a não ser que se achassem evidências arqueológicas convincentes.

      Eu não presumi que cristãos são educados e ateus são agressivos. Eu disse "neo-ateu", o que é diferente. Neo-ateus tratam a religião com desprezo, por definição. Não que eles não possam ser educados, mas a tendência é chover acusações e insultos contra Deus e a religião. Essa tendência foi criada por Rchard Dawkins, Christopher Hitchens, Sam Harris e Daniel Dennet em seus livros.

      Abraços, Paz de Cristo.

      Abraç

      Excluir
  9. Tenho apenas 14 anos e não sou prodígio,portanto não usarei palavras ou frases tão formais . Não quero ofender ou críticar ninguém e espero que me tratem de tal modo;a minha opinião sobre o livro de Apocalipse é que foi escrito apenas como consolo para pessoas que sofriam naquela época e que os bichos de 7 cabeças e os outros "monstros" tantos eram apenas símbolos que as pessoas que viviam naquela época certamente entenderiam,oq quis dizer como "consolo" foi ..
    Ex: Eu estou sofrendo,sendo escravizada,alguém vem até a mim e diz "Não se preocupe amor,um dia vc será bem feliz em algum lugar e aqueles que te fizeram sofrer serão punidos" . Bom me chamo Roberta,tchau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara Roberta,
      você pensa isso só do livro de Apocalipse ou de todos os livros da Bíblia? Pense só, se os outros acontecimentos ali registrados foram verdadeiros, porque precisariam mentir logo no último livro da Bíblia?
      A ressurreição de Jesus é um fato que pode ser investigado historicamente. E as melhores análises indicam que é de fato provavel que tenha ocorrido. Se Jesus realmente ressuscitou, porque João mentiria no livro de Apocalipse? Ele não tinha motivo pra fazer isso. O mais provavel é que ele realmente tenha escrito sobre as visões que ele teve. O livro de Apocalipse é um relato de uma série de visões (ou sonhos) que foram revelados ao apóstolo quando ele estava preso na Ilha de Patmos. É óbvio que as visões destas bestas-feras são simbolos, ninguém em 2000 anos de cristianismo discordou disto.

      Excluir
  10. O ateísmo é a maior falácia de toda a humanidade... Pessoas vazias de Deus e cheias de si, pretensiosas e despeitadas, são capazes dos maiores absurdos filosóficos em nome de algo que justifica a sua baixa e total falta de moral, o ateísmo, e para justificarem tamanho engano e desprezo ao criador e a criação (que por si só já desculpabiliza toda desculpa dos argumentos ateus), deturpam a própria ciência, arqueologia, filosofia entre outras ciências, e apoiam todas as suas argumentações nos seus gurus descabíveis de um senso comum inato ao homem da existência de um ser superior, arquiteto e criador e de um mundo minimamente metafísico, gurus estes com uma moral extremamente ridicularizada deixando o vazio da alma deles mesmos e seus fieis seguidores fanáticos com vazios ainda maiores, no entanto, não observam um fato, pragmático sim, experimental, mas real, o fato de que a maioria das pessoas religiosas, e que creem em um Deus (ou até mesmo vários deuses - que seja!), mesmo que haja exceções (os fanáticos, fundamentalistas e militantes), mas a maioria dos teístas tem no mínimo um conceito mais elevado de moral, amor, alteridade, ombridade, esperança e paz!
    Ateus! A natureza existe, e há uma certa sintonia e "perfeição" (mesmo que corrompida pelo pecado) nela, logo, por conta da natureza, vocês são indesculpáveis ante ao grande trono do juízo de Deus...

    "Portanto, a ira de Deus é revelada do céu contra toda impiedade e injustiça dos homens que suprimem a verdade pela injustiça,
    pois o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou.
    Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis;
    porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e os seus corações insensatos se obscureceram.
    Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos" Romanos 1:18-22 NVI

    O ateísmo em si é pura insensatez, incoerência e cegueira, ateus como Karl Marx propuseram uma revolução (que causasse mortes sangrentas) por se dizer inconformado com as injustiças sociais, no mínimo hipocrisia! Combater o mal (injustiças sociais e os "burgueses") como o mal (revolução) em nome de um senso de justiça a favorecer os trabalhadores... Quanta incoerência! Audaciosos! Afirmam que Deus morreu, sendo que nem ao menos viveram o suficiente para ver todas as belezas naturais de nosso planeta o suficiente para trazer um pouco de sanidade a esta mentalidade enrijecida de pura imoralidade e falta de amor, esperança e paz! Céticos! Afirmam que se Deus existe ele mal por permitir a guerra que nos mesmos (seres humanos corruptos) causamos e dela colhermos os mais pesados frutos (doenças, fome)... A única razão para tamanha insensatez de tal incredulidade é o ardor de cometer suas injustiças e imoralidades, na ânsia de preencher um vazio existencial cada vez maior, que somente um ser superior, soberano, amoroso, inteligente e altíssimo é capaz de preencher...

    "Diz o tolo em seu coração: "Deus não existe! " Corromperam-se e cometeram injustiças detestáveis; não há ninguém que faça o bem". Salmos 53:1 NVI

    Leonardo Ferrari Silva

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...