quarta-feira, 14 de junho de 2017

[Resposta a leitor] E se Deus na verdade for o diabo?

Olá leitores. Trago hoje a vocês a resposta à pergunta do leitor Samuel Brandão.
Resultado de imagem para satan

Pergunta:

Olá, boa noite, amigo. Vi em um blog sobre "como saber se a biblia nao foi escrita pelo diabo?" e nisso, veio em minha mente: "e se na verdade o diabo for deus?"


Respostas ao Ateísmo:

Olá, Samuel.

Sua pergunta parece muito interessante. Mas penso que, se a gente analisar bem, ela não faz muito sentido. 

Veja bem: considerando o que sabemos pela fé cristã, Deus é o Ser Eterno, Auto-suficiente, e Todo-Poderoso. O diabo é apenas uma de suas criaturas, que nunca jamais poderia se igualar a Deus em poder ou glória. Então Deus e o diabo são pessoas bem distintas. É claro que o diabo poderia se passar por deus e enganar algumas pessoas, criando um culto de idolatria. Mas Deus providenciou meios para que as pessoas o conhecessem como o verdadeiro Deus: a própria consciência moral humana, que aponta para um bem absoluto; a ordem e perfeição da natureza, que aponta para um Criador perfeito; e a pessoa de Jesus Cristo, que junto com a Bíblia compõem a revelação especial de Deus para a humanidade. É claro que podemos ver defeitos na consciência moral de algumas pessoas, assim como vemos coisas como as doenças na natureza e vemos pessoas distorcendo a Bíblia para obter ganhos próprios. Esses são justamente exemplos de ações do diabo para perverter a perfeita obra divina, mas a existência da exceção apenas confirma a regra, e não o contrário.

Nós, cristãos, não acreditamos no maniqueísmo (isto é, a crença de que há dois deuses iguais em poder mas com polaridades opostas). Há apenas um Deus que é Senhor de tudo, e todo o resto são criaturas subordinadas a Ele. Mesmo o diabo, que aparentemente é um ser rebelde e que luta contra Deus, só continua existindo porque Deus assim o permite, então deve haver algum propósito divino para a sua existência. O livro de Jó (1:6-12) mostra claramente um dos propósitos do diabo: testar a fidelidade dos justos. Na história de Jó ele é descrito como um mero subordinado de Deus, e ele só faz aquilo que Deus autoriza ele a fazer. No Novo Testamento, o diabo e os demônios são descritos como inimigos dos cristãos, pois eles estão a todo tempo nos provocando a pecar contra Deus, testando a nossa fé. Enquanto a nossa luta continuar, ele estará aqui, mas a Bíblia também revela que, no fim dos tempos, o diabo terá o fim que merece (Ap 20.10). 

Creio que, portanto, não há como confundir o Deus como ser Criador e Absoluto com o diabo, uma mera criatura e que possui um propósito específico. Ainda assim, acho que sua pergunta ficaria ainda mais interessante se a reformulássemos: e se Deus, o Ser Eterno, Criador e Absoluto, fosse mau?

Aí temos um cenário mais interessante para ser imaginado. Mas note que se o caráter de Deus fosse o Mal Absoluto, então na verdade esse mal seria o "bem" e o que consideramos hoje "bem" seria o mal. Porque o Bem é definido como aquilo que corresponde ao caráter de Deus. E aí, teríamos duas opções: ou (1) o "Deus mau" criaria os humanos de acordo com a sua natureza (Má); ou (2) ele criaria os humanos tendo o contrário da sua natureza. No caso (1), simplesmente não teríamos como perceber que Deus é mau, porque nós teríamos a mesma natureza dele, e para nós o mundo pareceria de acordo como deveria ser. No caso (2), certamente perceberíamos, pois o mundo seria mal e nós seríamos bons, estaríamos a todo mundo percebendo um conflito que existe entre nós e a essência da natureza, que algo está muito errado. Mas não é isso que acontece. Como eu já disse, nós somos capazes de perceber a consciência moral em nós e a ordem e perfeição da natureza a nível essencial, mesmo que encontremos eventualmente falhas superficiais.

Nós identificamos nesse mundo a criação, a ordem, a perfeição, a injustiça e o amor como elementos constitutivos dele. Esses são todos valores que pertencem ao Bem. Se Deus fosse mau, os valores que encontraríamos na essência dele seriam destruição, caos, incompletude, injustiça e ódio. Talvez o mundo nem chegasse a ser criado, afinal um Ser mau tem mais prazer em destruir do que em construir. Um mundo governado pela maldade não pode subsistir por muito tempo.
 
Abraços, Paz de Cristo.

11 comentários :

  1. Olá David na paz de Cristo! parabéns pelo artigo.
    Um tema que acho interessante é:

    Na luta entre Deus e o diabo por almas... parece que o diabo ficará com mais almas no final. Como entender esta questão? o que vc diz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cícero! Gosto sempre da sua participação aqui no blog. Vou responder brevemente porque estou de saída agora, mas depois eu desenvolvo melhor.

      Eu penso que esse conceito de uma "luta entre Deus e o diabo por almas" não está de acordo com a ortodoxia cristã. Isso me parece mais maniqueísmo (a heresia de que há dois deuses, um bom e um mal, com forças iguais). Mas há apenas um Deus, que é soberano sobre tudo e sobre todos, inclusive o diabo. O diabo não pode fazer nada sem a permissão de Deus. E as pessoas não são condenadas ao inferno por causa do diabo, e sim por suas próprias escolhas más.

      Abraços, Paz de Cristo.

      Excluir
    2. É isso mesmo, se por acaso haverá mais pessoas no inferno que no céu, a culpa será inteiramente dessas pessoas, e não de Deus ou diabo!

      Excluir
  2. Na minha teoria Deus é:
    Essência potencial originadora, metafisica(além da física), a união de tudo, onde tudo estar dentro Dele, inclusive este Universo e talvez outros universos, outras realidades. É a natureza de tudo, constitui o inicio dos acontecimentos, ação e reação, e o conceito de acaso precisa ser mudado, porque esta fora do entendimento humano. Ele é o que estar por trás do nada, do vácuo quântico, que fundamenta esta realidade. Utilizando os conceito religiosos: na Bíblia esta escrito ( No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus -João 1:1), no meu entendimento verbo é a palavra que indica ação, estado ou fenômeno da natureza. Na cultura chinesa e japonesa o QI, (antigos alquimistas chineses ensinava que o Qi é a energia primordial que dá origem à matéria, é a energia quântica que sustenta a matéria, o "sopro do céu". Ele existe fora da matéria, como energia primordial, e também se manifesta através da matéria. Sendo o Destino de tudo no Universo que tem seu funcionamento em leis, onde até o livre-arbítrio não escapa. Assim Deus tem controle sobre tudo, e naturalmente e inteligentemente criou seres conscientes ( livre-arbítrio) e uma das consequências foi os questionamentos e escolhas, o aparecimento da dualidade BEM/MAL.
    Com isto defino Satanás:
    Como cada ser dentro de Deus tem um destino a exercer, Satanás assumiu a administração do mal, resultado do livre-arbítrio, para colocar a prova os seres espirituais e mortais. Sua serventia é provar se os seres merecem salvação por merecimento, através de questionamentos, sofrimentos. Sendo um instrumento de Deus para que sua criação evolua, e adore a Deus por consciência.

    ResponderExcluir
  3. Você perdeu totalmente a essência da questão. A pergunta não é "E se Satanás se passasse por Deus?" e sim "E se o deus que você idolatra na verdade for mau?". Se Jeová for um pseudônimo de Satanás? Que tipo de coisas você esperaria encontrar na Bíblia? Que tipo de relacionamento poderia ser esperado com tal ser?

    ResponderExcluir
  4. Por favor analisem o site : https://ceticismo.net/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso em específico:http://ceticismo.net/religiao/a-maior-farsa-de-todos-os-tempos/

      Excluir
  5. Por favor analisem o site : https://ceticismo.net/

    ResponderExcluir
  6. Olá Pessoas...Bem eu vim aqui pra mostrar minha visão sobre o Assunto Religião x Ateísmo. Bem primeiramente eu Estou pouco me Fodendo pra sua Briguinha Babaca Escrota na Internet...Afinal Todos nós temos o livre arbítrio de Escolher qual significado de vida faz mais sentido nas suas vidas... e dai eu não ligo para oque vocês vão falar mal de min afinal propor suas ideias e obrigar todos ao seu redor seguirem Elas, Isso lhe faz tornar uma péssima pessoa e de convívio ruim.
    Agora eu vou te contar uma historia em uma realidade paralela:
    A muito tempo atrás ateus dominavam o mundo e perseguiam os religiosos
    Fim.
    Sim eh isso que vocês Extremistas Religiosos Fazem e fazendo isso Vocês se tornam cada vez mais igual ao Estado Islâmico.

    ResponderExcluir
  7. Desculpa aew, sou biólogo e mestrando e sinto lhe informar, mas na natureza TUDO É IMPERFEITO E DESORDEM. Não existe nada perfeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As religiões foi o modo primitivo dos seres humanos tentar explicar a nossa realidade e o motivo da vida dando-lhe um sentido moral. Apesar de motivados e inspirados, que é uma forma indireta do Espirito entrar em contato, causando erros de interpretação para o homem da época que não tinha o raciocínio suficiente para explicar de maneira exata, como ainda não temos como explicar todos os mistérios divinos. Então vou teorizar, porque é praticamente impossível encontrar provas do que é irreal,imperceptível, causa de cada ação e acontecimentos. Esta realidade é uma ilusão fundamentada em leis para que pareçam naturais, que engana nosso senso crítico, e nos faz pensar que foi o acaso. No meu pensamento tudo tem um motivo. O Universo foi causado por uma diferença no Vácuo quântico, causando a ilusão de aparecimento de partículas virtuais, que estão a pularem entre a existência. O que acreditamos ser real tem sua origem no que chamávamos de vazio, mais do outro lado pode estar outros Universos unidos em uma igualdade imperceptível. As coisas se originam com causas e consequências. O primeiro átomo simples surgiu( hidrogênio) se combinando na fornalhas das estrelas para formarem outros mais pesado. Algumas destruídas para formarem milhões de planetas, que naturalmente serviram de teste para o surgimento da vida, e na terra surgir. Evoluindo, tudo a seu tempo, e os dinossauros passaram milhões de anos, sem evoluírem em uma espécie com consciência.Sendo provocado naturalmente o desvio a milhões de anos antes para que um ser especial tivesse oportunidade de se tornar o descendente de seres conscientes ( os humanos), ou livre-arbítrio. E hoje estar a observar as suas criações questionar se Ele existe ou não, sendo pensamentos construtivos, pois é a criatura procurando saber do seu criador. Deus é a ultima fronteira da ciência. Ele estar em uma barreira intransponível ( a barreira da existência).

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...